Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn

Coceira nos olhos: conheça as causas e saiba como lidar

Algumas vezes, durante o dia, você deve levar as mãos aos olhos para coçá-los sem perceber. Por ser uma região sensível, é preciso ter muito cuidado, a fim de evitar consequências graves.

A coceira nos olhos pode ter diversas causas, como as condições do ambiente, doenças e até pelo uso de medicamentos.

Continue a leitura e conheça os motivos que fazem você coçar os olhos.

Fatores externos

Pelo de animais ou até o pólen podem dar início à conjuntivite alérgica, muito comum durante o inverno. O melhor é evitar contato com o que causa a irritação e também com ambientes empoeirados ou com concentração de fumaça.

Outros fatores que resultam em coceira nos olhos são:

  • Aparelho de ar condicionado sem a devida manutenção, que pode contaminar o ar;
  • Exposição excessiva às telas de computador, smartphones ou TV’s;
  • Esforço ocular ou estresse visual;
  • Lentes de contato sem o uso e limpeza adequada;
  • Reações alérgicas à produtos de limpeza facial ou maquiagem.

Doenças

Síndrome do olho seco

Essa síndrome ocorre quando a lubrificação própria dos olhos é prejudicada, seja por fatores externos (tempo e ar) ou fatores como problemas nas pálpebras ou glândulas lacrimais.

Sem lubrificação, a córnea fica seca e podem ocorrer sintomas como coceira. Essa condição geralmente é crônica e requer tratamento contínuo. Em outros casos, pode piorar ou aparecer no verão.

Conjuntivite

Coceira nos olhos: conheça as causas e saiba como lidar

A conjuntivite é outra doença associada a coceira. Ela é causada pela inflamação e/ou infecção da conjuntiva, a fina membrana que recobre parte dos nossos olhos. Isso ocorre devido a infecções, alergias, irritações por substâncias e até neoplasias.

Outra característica da conjuntivite é que ela é contagiosa. Por isso, evite coçar os olhos para não propagar mais a doença.

Blefarite

Blefarite é a inflamação das pálpebras devido à alteração nas glândulas de meibomio, que são responsáveis por manter a umidade dos olhos. Seus sintomas são: inchaço, descamação da pele, olhos vermelhos, irritados e coceira.

Terçol

O terçol é a inflamação em uma pequena glândula na pálpebra, como a glândula de Zeis, de Moll ou meibomiana, levando ao surgimento de uma bolinha na pálpebra e sintomas como coceira no olho, lacrimejamento excessivo, dor, inchaço ou vermelhidão na pálpebra.

Prevenção

Confira algumas medidas gerais para melhorar a saúde dos seus olhos e evitar coceiras e outras reações:

  • Beber bastante água;
  • Evitar ou moderar o consumo de bebidas alcoólicas e as que contêm cafeína, pois essas substâncias podem diminuir a produção lacrimal;
  • Diminuir o tempo de uso de eletrônicos;
  • Higienize adequadamente suas lentes de contato ou óculos;
  • Suplementação alimentar com ácidos graxos essências (Ômega 3) presente nos peixes (salmão, sardinha) e no óleo de linhaça;
  • Acompanhamento constante com o oftalmologista.

 

Gostou do conteúdo? Leia também: Pálpebras tremendo: o que significa e como tratar

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn

Olá! Preencha os campos abaixo para iniciar a conversa no WhatsApp