Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn

Conheça as doenças oftalmológicas que não apresentam sintomas

A saúde ocular é um aspecto crucial do nosso bem-estar, mas muitas vezes negligenciamos a importância de exames oftalmológicos regulares. Algumas doenças oftalmológicas podem se desenvolver silenciosamente, sem apresentar sintomas perceptíveis. Continue a leitura e conheça essas condições!

Retinopatia Hipertensiva

Indivíduos com hipertensão arterial enfrentam o risco de apresentar modificações nos vasos sanguíneos que fornecem irrigação à retina, resultando em danos visuais potencialmente irreversíveis.

A detecção precoce é crucial para identificar a doença, destacando a importância de consultas regulares ao oftalmologista para a monitorização do fundo de olho em pacientes hipertensos.

Degeneração Macular Relacionada à Idade (DMRI)

A DMRI é uma das principais causas de perda de visão em adultos mais velhos. Nas suas fases iniciais, essa condição pode progredir sem causar sintomas evidentes. À medida que avança, pode resultar em uma visão central comprometida.

Retinopatia Diabética

Saúde ocular

Além da pressão alta, pacientes com diabetes também correm o risco de desenvolver retinopatia, uma condição que afeta os vasos sanguíneos da retina. Por isso, é essencial manter a glicemia equilibrada e se alimentar adequadamente.

Olho Preguiçoso

O Olho Preguiçoso ou Ambliopia é uma falha na comunicação entre olho e cérebro. Durante o período de desenvolvimento visual, que ocorre principalmente entre 0 e 2 anos, podendo se estender até os 8 anos de idade, a falta de estímulos adequados leva o cérebro a ignorar as informações provenientes de um dos olhos, resultando em um funcionamento inadequado dos músculos ao redor.

Se não for diagnosticada e tratada durante a infância, a Ambliopia pode evoluir para cegueira. Portanto, é de extrema importância realizar acompanhamento regular com um oftalmologista, começando pelo teste do olhinho e posteriormente por consultas periódicas. Essa abordagem permite a identificação precoce dos primeiros sintomas, possibilitando o início imediato do tratamento e, assim, aumentando as chances de sucesso.

Leia também: Cuidados após a cirurgia de catarata

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn

Olá! Preencha os campos abaixo para iniciar a conversa no WhatsApp

Aviso importante

Devido a um problema técnico, nosso atendimento via telefone está temporariamente indisponível.  Pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, entre em contato conosco através do WhatsApp ou Instagram para atendimento. Agradecemos sua compreensão.